Rede Agronomia

Rede dos Engenheiros Agrônomos do Brasil

Mestrado Profissional em Defesa Sanitária Vegetal da Universidade Federal de Viçosa (UFV)

O Mestrado Profissional em Defesa Sanitária Vegetal da Universidade Federal de Viçosa (UFV) foi reconhecido e aprovado em outubro de 2010 pela CAPES e teve o início de suas atividades em 2011. A primeira turma foi contratada pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento e os 23 futuros Mestres estão desenvolvendo trabalhos focados em demandas ligadas a programas oficiais de combate a pragas agrícolas e a barreiras não tarifárias. O curso, dirigido a profissionais graduados em Ciências Agrárias e afins, possui ênfase na Defesa Sanitária Vegetal e Barreiras não Alfandegárias e Comércio Internacional. O processo seletivo é feito com base na análise do currículo e podem participar profissionais de instituições públicas ou privadas. Confira aqui as características do curso e requisitos para efetuar sua inscrição.


Site: http://www.mpdefesa.ufv.br/ 

Caso tiver interesse estamos salvando os contatos dos interessados, quando iniciar as inscrições para próxima turma entraremos em contato com os mesmos.
Perguntas frequentes:
Qual o público alvo? 
Profissionais de Ciências Agrárias e afins, com ou sem vínculo empregatício.
O curso é reconhecido na CAPES? 
Sim, o curso é reconhecido na CAPES com nota 04 dentro da escala máxima de 05.
Como é a sistemática do curso? 
Cada aluno é acompanhado por um Comitê Orientador. As aulas são presenciais e depois o aluno realiza atividades supervisionadas em ambiente de ensino à distância.
As disciplinas são oferecidas em módulos condensados.
Quem não é do MAPA pode participar? 
Sim. A primeira turma do curso foi focada nas demandas do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento mas, em Abril de 2013, será iniciada uma turma para profissionais de outras instituições públicas ou privadas.
Quantos encontros presenciais são realizados? 
Cinco encontros de uma semana cada.
Posso trabalhar e cursar o MP ao mesmo tempo? 
Sim. O curso é estruturado de forma a viabilizar que o aluno desenvolva as atividades concomitantemente à sua atividade profissional. Isso possibilita que ele aplique, na prática, a teoria aprendida nas aulas presenciais.
Qual a duração do curso? 
Até 24 meses, contando da matrícula à defesa do Trabalho de Conclusão de Curso.
Quantas vagas são oferecidas por turma? 
De 10 a 25 vagas.
O aluno sai com título de mestre? 
Sim. O título obtido ao final do Mestrado Profissional é o de Mestre e habilita o egresso a se candidatar a cursos de Doutorado e/ou ter as prerrogativas legais para ascensão na carreira com a remuneração de Mestre.
O curso fornece bolsa de estudo? 
Não.
Preciso pagar pelo curso?
Sim.
Como é feito o pagamento do curso? 
Toda a gestão financeira do curso é realizada pela Fundação Arthur Bernardes (FUNARBE), lembrando que o convênio deve ser feito através de Pessoa Jurídica, seja pública ou privada.
Como é o processo seletivo? 
Através de análise de currículo.
Tenho que ter orientador para me candidatar ao curso? 
Não. A definição de orientador e linha de pesquisa será realizada após a matrícula.
Quais as linhas de pesquisa desenvolvidas?
Defesa Sanitária Vegetal, Barreiras Não Alfandegárias
O aluno tem que defender dissertação no final do curso?
O aluno defende um Trabalho de Conclusão de Curso perante uma banca. Trata-se de um trabalho de cunho tecnológico e que contribua para melhorar as atividades da instituição onde desenvolve suas atividades profissionais.

MESTRADO PROFISSIONAL EM DEFESA SANITÁRIA VEGETAL - UFV


As inscrições para início do curso em 2014 serão realizadas apenas online no endereço - clica em - Inscrições - 
https://www3.dti.ufv.br/ppg/sisppg-inscricao-pos/instrucoes-inscric...
OS ALUNOS SÃO SELECIONADOS PERANTE ANALISE DO CURRÍCULO 

Agradecemos por sua mensagem e interesse em cursar o Mestrado Profissional em Defesa Sanitária Vegetal.
 
O valor da mensalidade vai depender muito do número de alunos efetivamente matriculados e dos professores envolvidos na orientação acadêmica. A turma que está cursando paga uma mensalidade de R$ 1.100,00 (24 x 1.100,00) à Agropec e a Agropec repassa à Funarbe que, por sua vez, efetua o pagamento das bolsas aos docentes e monitores. 
 
Os custos para os encontros presenciais vão depender dos locais onde acontecerão os 4 encontros presenciais. O primeiro tem que ser obrigatoriamente em Viçosa pois é necessário assinar uma série de documentos de controle acadêmico. A turma que ingressou em 2013 optou por fazer os demais encontros em BH.
58 reais é a taxa de inscrição e, pelo que me consta, não há outras taxas a serem pagas para a universidade, apenas as mensalidades.
 
Qq dúvida, por favor, me telefone (31 3466 2161 ou 31 9408 0535).

Visite Rede de Inovação Tecnológica para Defesa Agropecuária em: http://inovadefesa.ning.com/?xg_source=msg_mes_network

Exibições: 780

Comentar

Você precisa ser um membro de Rede Agronomia para adicionar comentários!

Entrar em Rede Agronomia

© 2021   Criado por Gilberto Fugimoto.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço