Os desafios da qualidade do solo     15 de abril de 2021

Importância da adoção de práticas de manejo, políticas públicas e novas tecnologias serão temas do debate sobre a preservação do solo de forma sustentável

 

Convidados: Engenheiro Agrônomo, Dr. Celso Moretti - Presidente da Embrapa ;  Fernando Camargo - Secretário de Inovação, Desenvolvimento Rural e Irrigação do MAPA ;  Tim Thoden - Líder Global de Nematóides da Corteva Agriscience, Engenheiro Agrônomo, Dr. Pedro Luiz de Freitas - Pesquisador da Embrapa Solos, Engenheira Agrônoma Lúcia Anjos - Presidente da SBCS ; Gustavo Goretti - Coordenador de Geral de Irrigação_DEPROS/MAPA.   Moderação: Andressa Machado - Pesquisadora do Instituto Agronômico do Paraná

Embrapa Solos, Corteva Agriscience e Sociedade Brasileira de Ciência do Solo

                 Evento no Dia Nacional da Conservação do Solo.  

                 Em: https://www.youtube.com/watch?v=Yqk6PUynV-Y

 

O solo está na essência da agricultura e é um recurso indispensável para a manutenção da vida no planeta. Em 15 de abril, dia em que se celebram os esforços para a sua conservação, a Corteva Agriscience, a Sociedade Brasileira de Ciência do Solo (SBCS) e a Embrapa Solos promovem o evento “Os Desafios da Qualidade do Solo”, uma reflexão sobre a importância de realizar ações para preservar o solo e contribuir para o aumento da produção de alimentos com sustentabilidade.

Os caminhos para a conservação do solo - A conservação do solo representa o conjunto de princípios e práticas agrícolas destinadas a preservar a fertilidade química e as condições físicas e microbiológicas do solo. Importante componente dos ecossistemas, o solo integra o ciclo de produção de água e é a base dos biomas e de quase toda a produção de alimentos do planeta. Mesmo com tantas funções vitais para a sobrevivência humana, os solos sofrem um constante processo de degradação.  Estudos da Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO/ONU) apontam que a erosão está entre os principais fatores de degradação dos solos. A erosão é o processo de perda de solo causada pelo efeito das chuvas e do vento, podendo ser agravada em solos agrícolas mal manejados e em pastagens degradadas. A inadequada cobertura vegetal e o baixo enraizamento nessas áreas, acabam contribuindo para o agravamento da erosão.  A boa notícia é que os esforços empreendidos nos últimos anos, associados ao crescente interesse das instituições de pesquisa e à conscientização dos produtores e de todos os envolvidos nas cadeias de produção agropecuárias têm gerado avanços na conservação dos solos.  No segundo semestre de 2020 (de julho a dezembro), a área de pastagens recuperadas atingiu a marca de mais de 372 mil hectares, o que corresponde a um crescimento de 98% da área em comparação ao mesmo período de 2019. O investimento, considerando somente a tecnologia de recuperação de pastagem, foi superior a R$ 876 milhões, 35% maior que o registrado anteriormente. O Plano ABC - responsável por fomentar tecnologias sustentáveis na pecuária para reduzir a emissão de Gases de Efeito Estufa - já investiu quase R$ 2 bilhões apenas nesse semestre, somando-se todas as 10 linhas de financiamento.

Enviar-me um e-mail quando as pessoas deixarem os seus comentários –

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Rede Agronomia.