Rede Agronomia

Rede dos Engenheiros Agrônomos do Brasil

Festa Universitária "AgroMerados" acontecia na Boate

Estudantes de Agronomia, Alimentos, Veterinária, Agronegócio e Pedagogia estavam no evento que, até agora, causou a morte de 245 pessoas. 

O Cartaz da festa em que ocorreu a tragédia

Uma tragédia e uma tristeza a todos nós!

Exibições: 1749

Comentar

Você precisa ser um membro de Rede Agronomia para adicionar comentários!

Entrar em Rede Agronomia

Comentário de Margaret Kalid em 31 janeiro 2013 às 15:00

Muita tristeza desde o dia da tragédia.... Quem vai ser o culpado? Poderia ter sido nós na Rural....Só estudantes da nossa área agrária.

Comentário de José Adailton Nunes em 30 janeiro 2013 às 7:15

Se a boate Kiss estava funcionando sem alvará de funcionamento os institores de incêndio não funcionaram, alguém  corrompeu alguém para ISSO  tá funcionando e acontecer essa tragédia. Motivos escuros,  de alguém que "permitiu" para a morte de tantos jovens.

Curso Ciências Agrárias na UFPB

Campus III - Bananeiras 

Comentário de Jeimerson C Chaves em 29 janeiro 2013 às 6:36

A falta de condições mínimas de funcionamento da Kiss, sem saídas de emergência compatíveis com a quantidade de pessoas que se aglomeravam lá dentro, sem rotas de fuga também foi responsável por tantas outras mortes. As normas existem, mas a fiscalização é falha e corrupta.
A boate estava com seu alvará de funcionamento vencido. Isso significa, mais que tudo, que ela teve, um dia, autorização para funcionar. Com todas estas falhas gritantes, alguém autorizou. Por quê? Só há duas respostas possíveis: extrema incompetência ou, mais plausível, por motivos escusos, ilegais e imorais.

Este é o custo da corrupção. Melhor, da “corrupcinha” do dia a dia. Um café para o guarda, um agrado ao fiscal. E corrupção, caros, é sempre via de mão dupla. Alguém paga por um “favor” que outro alguém vende. Ambos, passiva e ativamente, cometeram crimes. Impossível não se indignar.
Os celulares tocam no necrotério. Em algum lugar o “café” pago e recebido pode ter matado mais de duzentas pessoas. Poderia ter sido em qualquer lugar do Brasil. Impossível não se emocionar e não se indignar. Impossível.

Comentário de Michel Alves Barros em 28 janeiro 2013 às 21:18

Muito triste... Sem palavras

Comentário de José Luis Orlandeli em 28 janeiro 2013 às 16:49

Acho que devemos refletir sobre as tragédias passadas como por exemplo o naufrágio do Bateau Mouche, dos desabamentos de edifícios (quem ainda se lembra do Naya?) as enchentes de Santa Catarina e da baixada fluminense.  Quais foram as causas? Haviam meios de evitar?   Em caso de danos causados pela natureza, porque não foram previstos?  O que fizeram com os recursos enviados para tais iniciativas? Os culpados foram punidos?  E como serão feitas as investigações desse caso?  Os jovens mortos nessa boite terão mprrido em vão?  Está nas nossas mãos o poder para fazer com que suas mortes ao menos sirvam para colocar um fim nas irresponsabilidades tocadas pela ganância ou insubordinamento às leis e às recomendações técnicas.  A sociedade deve acompanhar atentamente e cobrar atitudes que punam rigorosamente os culpados em todos os âmbitos.  Poderá um de nossos filhos um dia sofrer com tragédias como essa que infelizmente estão sempre se repetindo nesse país.

Comentário de João Ferreira da Silva Junior em 28 janeiro 2013 às 14:03

É extremamente lamentável a tragédia! Que nós possamos refletir do fato, para que possamos reavaliar nossos conceitos de segurança. Não vamos apenas nos voltar contra os donos do estabelecimento, quando muita das vezes, somos displicentes com nossa segurança. É momento de refletirmos as causas e não apenas mirar nas consequências. 

Comentário de Jorge Antonio RJ em 28 janeiro 2013 às 7:02

Lamentável! Um conjunto de irresponsabilidades públicas e privadas! A importância da responsabilidade e do exercício ético profissional sempre fica evidenciada quando as tragédias acontecem. As providencias para que não se repitam é que demoram a ser tomadas.

Comentário de Evoni Chaves dos Santos em 27 janeiro 2013 às 21:53

Muito triste tudo isso, me formei em Santa Maria na federal e as festas da Agronomia são tradicionais de longo tempo, gente jovem com o futuro todo pela frente tem suas vidas interrompidas por uma tragédia que poderia ter sido evitada caso não fosse a negligência, o jogo de interêsses e o jeitinho brasileiro, só nos resta rezar por essas familias.

Comentário de José Luis Orlandeli em 27 janeiro 2013 às 20:23

É preciso que se averigue como esse estabelecimento estava funcionando sem saída de emergência acessível.  Qual a posição da prefeitura municipal quanto à liberação do alvará, do corpo de bombeiros na vistoria e aprovação, do CREA local quanto á aprovação das instalações e principalmente como foi que obtiveram autorização de instalar naterial para um show pirotécnico dentro da boite...  Essa tragédia mostra tamb´ém outra:  o usual recurso da improvisação e irresponsabilidade no ramo de espetáculos e shows pelo Brasil. 

Comentário de Gilberto Fugimoto em 27 janeiro 2013 às 19:59

Em cima do corpo, no visor do celular, mais de 100 ligações perdidas. Todas de "mãe".

© 2022   Criado por Gilberto Fugimoto.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço